Em outubro, o volume de vendas do comércio ampliado mostrou queda de 3,9% quando comparado a outubro de 2017. O resultado refletiu o desempenho ruim de grande parte dos segmentos considerados.

Neste cenário, destacam-se segmentos importantes como Móveis e eletrodomésticos (-12,2%) e Hipermercados e supermercados (-6,5%). Por outro lado, os segmentos de Veículos, motocicletas, partes e peças e Material de construção apresentaram crescimento de 0,1 e 0,9%, respectivamente, na comparação com outubro de 2017. Cabe notar que ambos haviam registrado retração em setembro.

Fonte: PMC/IBGE elaboração Codeplan

Nota-se que a média do índice de volume do comércio varejista ampliado observada entre janeiro e outubro de 2018 continua abaixo da registrada no mesmo período de 2017, indicando que ainda não houve recuperação integral da atividade no setor.

Fonte: PMC/IBGE elaboração Codeplan

No acumulado em 12 meses, o volume do comércio varejista ampliado registrou variação de -2,1% em outubro. Deve-se destacar o profundo recuo do indicador, o qual vem apresentando quedas sucessivas desde abril e registra o pior valor desde agosto de 2017.

Este cenário reflete a incapacidade de recuperação mais pronunciada de alguns segmentos como Hipermercados e supermercados, Tecidos, vestuário e calçados e Combustíveis e lubrificantes. Contudo, observa-se a ritmo lento de setores como veículos, motocicletas, partes e peças e material de construção.

Fonte: PMC/IBGE elaboração Codeplan

Para baixar o informe econômico, clique aqui