Em março de 2019, a Pesquisa de Emprego e Desemprego-PED/DF registrou avanço da taxa de desemprego para 19,5% ante 18,7% em fevereiro. Quando ajustada sazonalmente, a taxa de desemprego ficou em 18,8% da população economicamente ativa, bem próximo ao valor verificado nos dois meses anterior, indicando alguma estabilidade quando retirados os efeitos do período.   

Em grande medida, o resultado de março, em relação a fevereiro, reflete o recuo no número de total de ocupados (-14mil), em praticamente todas as categorias. Estes valores foram parcialmente compensados pelo incremento de 8 mil pessoas entre os inativos, diminuindo levemente a pressão sobre a taxa de desemprego.

Contudo, o cenário se apresenta com menor dinamismo nesse início de ano, corroborado por resultados pouco animadores por três meses seguidos. O rendimento médio real dos ocupados em fevereiro de 2019 mostra variação positiva de 2,7% em relação a janeiro. Porém, com o menor número de pessoas ocupadas esse aumento do rendimento pode não ser suficiente para alavancar o consumo local. Na comparação com fevereiro de 2018, houve queda de 3,7%.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image-10.png