No dia 13 de dezembro de 2019, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios brasileiros, que é a principal informação econômica municipal à disposição dos tomadores de decisão. A Codeplan fez um recorte territorial das informações divulgadas de PIB, lançando luz sobre o papel do Distrito Federal em um contexto regional e metropolitano, especificamente no que tange à Região Integrada de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal e Entorno (RIDE-DF) e à Área Metropolitana de Brasília-DF (AMB).

A RIDE-DF foi criada por Lei Complementar em 1998, para fins de articulação de ação administrativa da União e das unidades federativas Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal. De sua criação até 2018, a RIDE-DF era composta por 21 municípios e o Distrito Federal (RIDE-DF 1998)[1]. A partir de junho de 2018, foram incorporados mais 12 municípios em sua área de definição, totalizando 33 municípios e o Distrito Federal (RIDE-DF 2018)[2].

Já a AMB está definida na Nota Técnica no 1/2014 da Codeplan, e é constituída por Brasília-DF e 12 municípios goianos [3].  De acordo com Jatobá (2018): “A Área Metropolitana de Brasília-DF (AMB) foi definida em função do reconhecimento da dinâmica metropolitana existente entre o Distrito Federal e os municípios goianos adjacentes […].” (Jatobá, 2018, p. 7).  Ambas as regiões são estabelecidas a partir de um território polo, no caso, o Distrito Federal (Brasília-DF).

Em termos de território, Brasília-DF possui uma área de 5.780 km², a AMB, possui uma área de 31.814 km² e a RIDE-DF soma 94.570 km². O Distrito Federal representa cerca de 6% do território da RIDE-DF e 18% do território da AMB. O maior município é Arinos-MG com área de 9.843 km² e o menor município é Valparaíso de Goiás-GO, com 61,4 km² de território. E em termos de riqueza, o PIB do Distrito Federal em 2017 foi de R$ 244,7 bilhões, enquanto o PIB da AMB foi de R$261,9 bilhões, e o da RIDE-DF, R$271,5 bilhões. Isso significa que o PIB do DF representa 93,4% do PIB da AMB e 90,0% do PIB total da RIDE-DF.

O Mapa 1 apresenta o PIB da RIDE-DF 1998, da RIDE-DF 2018 e da AMB em sua distribuição espacial. Outra observação é a diferença entre o PIB das três definições de território. A AMB é composta por 12 municípios, isto é 36% do total de municípios da RIDE-DF. Além disso, a AMB representa 29% do território total RIDE-DF. Em relação ao PIB, a AMB produz 64,2% da RIDE-DF. Note-se ainda que a RIDE-DF 1998, composta por 21 municípios, produziu 82,1% do PIB da RIDE-DF. Esses números mostram que a maior geração de riqueza ocorre nos municípios mais próximos do DF.

Mapa 1 – Produto Interno Bruto – PIB dos municípios – RIDE-DF e AMB – 2017 – R$ valores correntes 


Fonte: IBGE – Elaboração Codeplan/DIEPS/GECON/NUCON. *RIDE-DF 1998 é designada para demarcar a RIDE-DF original, composta por 21 municípios e Brasília-DF. A RIDE-DF 2018 indica a RIDE-DF composta pelos 33 municípios e Brasília-DF.

O maior PIB, após o de Brasília-DF é o de Luziânia – GO, com R$ 3,4 bilhões, e o menor PIB registrado é de Mimoso de Goiás – GO, com R$ 58,5 milhões. O ranking pode ser observado no Gráfico 1, que apresenta o PIB dos municípios da RIDE-DF em ordem decrescente, excluindo o PIB de Brasília-DF. Note-se que são nove os municípios com PIB maior de R$1 bilhão, e 13 municípios que possuem PIB menor do que R$ 250 milhões. Dos municípios com maior PIB, seis são também integrantes da AMB. Isso sinaliza mais uma vez que a proximidade geográfica com Brasília-DF influencia a geração de riqueza dos municípios ao seu redor, ratificando o papel de polo econômico do DF.

Gráfico 1 – Produto Interno Bruto dos municípios da RIDE-DF exclusive Brasília-DF – Valores Correntes – R$ Mil – 2017

Fonte: IBGE; Elaboração NUCON/GECON/DIEPS/CODEPLAN

Contudo, a informação de PIB total não é suficiente para informar todas as características econômicas dos municípios, uma vez que outros fatores influenciam a produção de riqueza de um território. Dentre os fatores, pode-se citar a população residente, a área do território, o tipo de atividade econômica, etc. Nesse sentido, outros indicadores econômicos são apresentados na Nota Técnica, como é o caso do PIB per capita, que divide a riqueza pelo número de pessoas residentes no município, e da densidade econômica, que relativiza o valor do PIB com o tamanho do seu território.

Abaixo também é possível fazer o download da apresentação feita em 13 de dezembro de 2019 e das tabelas em excel com os valores de PIB da RIDE-DF.



[1] As análises espaciais e gráficas utilizam o nome “RIDE-DF 1998” para identificar a RIDE-DF composta por 21 municípios e Brasília-DF. Os 21 municípios são: Águas Lindas de Goiás-GO; Alexânia-GO; Cidade Ocidental-GO; Cocalzinho de Goiás-GO; Cristalina-GO; Formosa-GO; Luziânia-GO; Novo Gama- GO; Padre Bernardo-GO; Planaltina-GO; Santo Antônio do Descoberto-GO; Valparaíso de Goiás-GO; Buritis-MG; Unaí-MG; Abadiânia-GO; Água Fria de Goiás-GO; Cabeceiras-GO; Corumbá de Goiás-GO; Mimoso de Goiás-GO; Pirenópolis-GO; e Vila Boa-GO.

[2] As análises espaciais e gráficas utilizam o nome “RIDE-DF 2018” para identificar a RIDE-DF composta por 33 municípios e Brasília-DF. Os 33 municípios são: Águas Lindas de Goiás-GO; Alexânia-GO; Cidade Ocidental-GO; Cocalzinho de Goiás-GO; Cristalina-GO; Formosa-GO; Luziânia-GO; Novo Gama-GO; Padre Bernardo-GO; Planaltina-GO; Santo Antônio do Descoberto-GO; Valparaíso de Goiás-GO; Buritis-MG; Unaí-MG; Abadiânia-GO; Água Fria de Goiás-GO; Cabeceiras-GO; Corumbá de Goiás-GO; Mimoso de Goiás-GO; Pirenópolis-GO; Vila Boa-GO; Arinos-MG; Cabeceira Grande-MG; Alto Paraíso de Goiás-GO; Alvorada do Norte-GO; Barro Alto-GO; Cavalcante-GO; Flores de Goiás-GO; Goianésia-GO; Niquelândia-GO; São João d’Aliança-GO; Simolândia-GO, Vila Propício- GO; Arinos-MG e Cabeceira Grande-MG.

[3] Os 12 municípios são: Águas Lindas de Goiás-GO; Alexânia-GO; Cidade Ocidental-GO; Cocalzinho de Goiás-GO; Cristalina-GO; Formosa-GO; Luziânia-GO; Novo Gama- GO; Padre Bernardo-GO; Planaltina-GO; Santo Antônio do Descoberto-GO; e Valparaíso de Goiás-GO.