RESUMO

  • A balança comercial do Distrito Federal fechou o mês de janeiro com déficit de US$ 170,43 milhões, com as exportações totalizando U$ 9,33 milhões e as importações U$ 179,76 milhões.
  • Em relação a dezembro, as exportações registraram uma queda de -9,1%. Contudo, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, houve elevação de 43,6%.
  • Em janeiro, registra-se contração acumulada em 12 meses de -35,5% das exportações.
  • Em relação às importações, houve crescimento de 107,1% em relação a dezembro e de 101,1% frente a janeiro de 2019. Em 12 meses, as importações variaram 17,9% até janeiro.
  • Como resultado acumulado em 12 meses de queda das exportações e aumento das importações, o déficit da balança comercial do DF se intensificou, com crescimento de 35,6% frente a 32,4% no mês anterior.

Tabela 1 – Resumo Balança Comercial – Distrito Federal – janeiro de 2020

Fonte: ComexStat – Elaboração: Gecon/DIEPS/Codeplan

As exportações do Distrito Federal totalizaram U$ 9,33 milhões em janeiro de 2020. Em relação a dezembro, isso significa uma queda de -9,12% e, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, uma alta de 43,56% (em janeiro de 2019, as exportações haviam totalizado US$ 6,50 milhões).

Esse comportamento de queda nas exportações no mês de janeiro em parte está ligado à sazonalidade própria do mês. Contudo, a recuperação frente ao mesmo mês de 2019 sinaliza uma recuperação do choque verificado naquele período. Assim, ainda que as exportações estejam oscilando em patamar mais baixo do que o verificado em 2018 e 2017, a queda verificada no primeiro semestre de 2019 parece ter se transformado em trajetória relativamente estável. Com isso, o acumulado em 12 meses até janeiro registrou queda de 35,59%, menor do que o verificado em dezembro, quando resultou em -39,58%.

A principal redução entre as mercadorias é a de exportação de Soja, mesmo triturada, comportamento que é comum para a época do ano.  Contudo, registra-se reduções, também, das exportações de Carnes de galos/galinhas, não cortadas em pedaços, de Outros recipientes tubulares, de alumínio, e de Enchidos e semelhantes, de carne, de miudezas ou de sangue. O comportamento mensal dos principais produtos exportados pode ser visto no Gráfico 01. Mais uma vez, o destaque positivo vai para a exportação de Ouro, com elevação de 70,96% em relação a dezembro de 2019.

Gráfico 01 – Exportações – Principais posições do Distrito Federal – UF do Produto – Valor US$ FOB – NCM –  Janeiro 2019 a Janeiro de 2020

Fonte: ComexStat – Elaboração: Gecon/DIEPS/Codeplan. *Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) é a classificação de produtos utilizadas no âmbito do Mercosul.

Já as importações do Distrito Federal totalizaram U$ 179,76 milhões em janeiro de 2020. Em relação a dezembro, esse número dobrou, com alta de 107,06%, sendo que em relação a janeiro de 2019, a elevação foi de 101,10%. Essa elevação é resultado as importações de Medicamentos (várias categorias), Outras frações de sangue, Vacinas, etc, isto é, compras governamentais para suprimento da saúde pública no país. No acumulado em 12 meses, as importações mostram alta de 17,87%, totalizando US$ 1.198,99 milhões.

Por fim, o Gráfico 02 mostra a evolução das exportações e das importações acumuladas em 12 meses. A trajetória descendente das exportações no DF começou no início de 2019 e, em meados do ano, se estabilizou em novo patamar abaixo do registrado nos três anos anteriores. Já o comportamento das importações é de trajetória positiva gradual a partir meados de 2018.

Gráfico 02 – Exportações e importações do Distrito Federal – Valor no mês e acumulado em 12 meses – Valor US$ FOB milhões – janeiro de 2016 a janeiro de 2020

 Fonte: ComexStat – Elaboração: Gecon/DIEPS/Codeplan