• A taxa de desocupação recuou para 12,5% no 4º trimestre de 2019. Na série ajustada sazonalmente a taxa foi de 12,8% ante 13,4% registrado no trimestre anterior.
  • A taxa média anual de desocupação avançou de 12,7% em 2018 para 13,4% em 2019.
  • Número de desocupados diminuiu -5,9% em relação ao 3º trimestre de 2019. Já na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior o desemprego avançou 5,1%.
  • O número de indivíduos fora da força de trabalho (inativos) cresceu em 3,3%, na comparação com o trimestre anterior – chegando a 833 mil inativos (33,4% da população em idade ativa) no DF.
  • O rendimento médio efetivamente recebido no mês dos trabalhadores ocupados cresceu 4,9% em termos reais em relação ao registrado no 3º trimestre de 2019.

Os resultados da PNADCT[1] para o Distrito Federal mostram um recuo na taxa de desocupação para 12,5% no 4º trimestre de 2019, ante 13,2% no trimestre anterior. Já na série ajustada sazonalmente, o decréscimo foi de 0,6 ponto percentual, terminando o trimestre em 12,8%. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a taxa de desemprego cresceu 0,6 ponto percentual e a população desocupada cresceu em 10 mil desocupados. Além disso, a taxa de desemprego média no ano de 2019 ficou em 13,4%.

Os desocupados somavam 208 mil pessoas no quarto trimestre. Uma redução de 13 mil frente ao terceiro trimestre e uma elevação de 10 mil frente ao mesmo período do ano anterior.

Em relação às ocupações, em comparação com o trimestre anterior, a posição de trabalhador por conta própria perdeu 20 mil ocupados – queda de -6,6% – enquanto a de trabalhador doméstico aumentou 11 mil. Houve também uma diminuição de ocupados do setor privado sem carteira assinada (-4,9%) e um aumento nos trabalhadores com carteira assinada (1,2%).

Por fim, rendimento médio registrou um aumento de 4,9% em relação ao trimestre anterior, e -2,6% na comparação com o mesmo período do ano anterior.



[1] Realizada pelo IBGE, a PNADCT é uma pesquisa trimestral que produz informações contínuas sobre a inserção da população no mercado de trabalho associada a características demográficas. A pesquisa é realizada por meio de uma amostra de domicílios.