• O IPCA-15 no Distrito Federal apresentou variação de +0,55% em julho em relação a junho, quarto maior valor entre as regiões pesquisadas.
  • Nacionalmente, foi registrada uma variação de +0,30 % entre junho e julho.
  • No acumulado no ano, o Distrito Federal apresenta inflação de +0,04%, valor puxado pela alta nos últimos dois meses.
  • O grupo de Transportes (+1,73%) foi o responsável pela maior contribuição (0,36 p.p. no índice geral) ao índice e apresentou inflação pela primeira vez no ano desde fevereiro.
  • Alimentação e bebidas (+0,57%) e Habitação (+0,66%) também influenciaram positivamente o índice (+0,09 p.p. cada).
  • A Gasolina, apresentou aumento de +6,81% em seus preços em julho, prosseguindo com o aumento de preço observado no mês de junho.

Gráfico 1- IPCA-15: Variação mensal e acumulada no ano (%) – Brasil e regiões pesquisadas – julho de 2020

Fonte: Elaboração própria com base em dados do IBGE.

O IPCA-15, índice de preços simétrico ao IPCA, porém com período de coleta entre o dia 15 de cada mês, apresentou no Distrito Federal em julho inflação de +0,55%. Este foi o quarto maior percentual registrado no mês de julho entre as regiões pesquisadas. Além disso, a inflação distrital ficou acima do que foi registrado nacionalmente (+0,30%), mostrando uma leve aceleração dos preços após ter contemplado, no mês de junho, variação quase nula (+0,02%). Quanto ao índice acumulado no ano, o Distrito Federal apresenta uma inflação de +0,04% em 2020, resultado que reverte a deflação apresentada em tal série nos últimos meses.

A inflação observada na economia distrital resultou principalmente da contribuição positiva dos grupos de Transportes (+0,36 p.p.), impulsionado pela alta no preço dos combustíveis, que, por sua vez, foi estimulada pelo reajuste de preços nas refinarias de 4% para a gasolina e de 6% para o diesel realizado pelo Petrobras. Os grupos de Alimentação e bebidas (+0,09 p.p.) e Habitação (+0,09 p.p.) também contribuíram positivamente para a alta do índice geral. Por outro lado, o desempenho dos preços de Vestuário (-0,04 p.p.), Despesas pessoais (-0,03 p.p.) e Educação (-0,01 p.p.) colaboraram para que a inflação de julho não fosse maior.

Gráfico 2: IPCA-15 – Variação (%) e contribuição (p.p.) por grupo – Distrito Federal – Julho de 2020

Fonte: Elaboração própria com base em dados do IBGE.

Na análise da decomposição por subitens, vemos que dentro dos Transportes a Gasolina é novamente destaque, desta vez apresentando alta de +6,81% e refletindo o efeito do anúncio de reajuste dos preços nas refinarias mencionado anteriormente. Tal alta foi responsável por uma contribuição de +0,40 p.p. no índice geral. No grupo de Habitação, a Taxa de esgoto foi responsável pela maior variação mensal (+2,77%) e maior contribuição (+0,05 p.p).

Tabela 1 – IPCA-15 – Maiores contribuições (p.p.) e suas respectivas variações (%), por item – Distrito Federal – julho de 2020

Fonte: Elaboração própria com base em dados do IBGE.

Tabela 2 – IPCA-15 – Maiores contribuições (p.p.) e suas respectivas variações (%), por subitem – Distrito Federal – julho de 2020

Fonte: Elaboração própria com base em dados do IBGE.