Resumo

  • O nível de atividade do setor de Serviços do Distrito Federal cresceu 2,7% em agosto de 2020 em relação a julho, na série dessazonalizada. No Brasil, a expansão foi de 2,9% na mesma base de comparação.
  • No acumulado em 12 meses, porém, o resultado é de retração de 6,9% do volume de serviços distrital, enquanto o Brasil aponta queda de 5,3%.
  • Os Serviços prestados às famílias foram os que mais sofreram os efeitos negativos da atual conjuntura e apresentaram uma variação de -43,3% em relação a agosto de 2019.
  • Os indicadores mostram que os serviços da capital do país se encontram em uma trajetória de contração desde 2019, que foi intensificada pelas restrições comerciais impostas pela pandemia.

Para a análise completa: Monitor de Serviços – PMS