Resumo

  • A taxa de desemprego do Distrito Federal ficou em 19,4% em maio de 2021.
  • A taxa de participação chegou à sua terceira alta consecutiva e atingiu 65,2%.
  • A Indústria de transformação e a Construção tiveram retração no número de ocupados em suas atividades. Entre maio e abril de 2021, 6 mil pessoas saíram desses segmentos.
  • O crescimento dos demais segmentos (+12 mil pessoas) superou essa queda.
  • O rendimento habitual médio em abril apresentou retração real de 2,5% em relação a março.

Gráfico 1 – Evolução da taxa de desemprego e da taxa de participação – percentual (%) – Distrito Federal – maio de 2020 a maio de 2021

Fonte: Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF). Convênio: CODEPLAN-GDF e DIEESE. PED-DF. Elaboração: GECON/DIEPS/CODEPLAN.

Em março de 2021, o contingente de desempregados do Distrito Federal foi estimado em 320 mil pessoas, representando 19,4% da população que busca uma vaga no mercado de trabalho. O percentual representa um aumento de 0,2 ponto percentual (p.p.) em relação ao mês anterior, quando foi de 19,6%, e reflete, principalmente, a geração de novos postos de trabalho no mês.

A leve retração da taxa de desemprego, observado entre abril e maio, representa um resultado melhor do que o esperado dada a realidade sazonal observada na série histórica da PED. De acordo com o Gráfico 2, a taxa de desemprego média para os meses de abril na pesquisa é de 18,7%, contra os 18,8% registrados nos meses de maio – uma diferença de +0,1 pontos percentuais.

Gráfico 2 – Taxa de desemprego agrupada por mês e média mensal – percentual (%) – janeiro de 2016 a abril de 2021 – Distrito Federal

Fonte: Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF). Convênio: CODEPLAN-GDF e DIEESE. PED-DF. Elaboração: GECON/DIEPS/CODEPLAN.

A queda na da taxa de desemprego em maio se deveu principalmente à expansão do número de ocupados no período, que passou de 1.319 mil para 1.325 mil pessoas. Esse crescimento na oferta de empregos locais superou a contribuição do aumento da taxa de participação¹, de 65,1% em abril para 65,2% em maio, e do aumento de 0,2% da população no mês, resultando nos -0,2 p.p. observados na taxa de desocupação no mês.

Gráfico 3 – Decomposição da variação da taxa de desemprego – pontos percentuais (p.p.) – Distrito Federal – maio de 2021

Fonte: Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF). Convênio: CODEPLAN-GDF e DIEESE. PED-DF Elaboração: GECON/DIEPS/CODEPLAN.

A geração local de postos de trabalho em maio se concentrou no setor de Serviços, que encerrou o mês com 6 mil ocupados a mais do que no mês anterior (variação de +0,6%). O Comércio e reparação, monitorado separadamente, também apresentou crescimento em maio, criando 3 mil novos empregos (variação de +1,3%). Por outro lado, a Construção e especialmente a Indústria de transformação encerram mil e 5 mil vagas de trabalho, respectivamente (-1,3% e -9,8%).

Tabela 1 – Estimativa do número de ocupados, segundo setores de atividade – mil pessoas – Distrito Federal – abril e maio de 2021

Fonte: Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF). Convênio: CODEPLAN-GDF e DIEESE. PED-DF Elaboração: GECON/DIEPS/CODEPLAN.

Entre as posições na ocupação, observou-se uma queda no número de empregados no setor privado com carteira assinada (-8 mil pessoas, ou -1,6%), no setor público (-5 mil pessoas, ou -1,8%) e entre os trabalhadores autônomos (-4 mil pessoas, ou -1,6%). O crescimento das demais ocupações, porém, superou essas quedas, com destaque especial para as Demais ocupações, que gerou 14 mil empregos (+12,6%) em maio.

Finalmente, houve queda de 2,5% no rendimento média real entre março e abril de 2021². Esse resultado reflete a contração observada em abril no número de empregados do setor público e privado, que possuem remunerações médias mais elevadas do que os trabalhadores autônomos, domésticos ou de outras ocupações, cujo quadro de ocupados cresceu no período. Assim, o valor passou de R$ 3.451, em março de 2021, para R$ 3.365, em abril.

Tabela 2 – Estimativas consolidadas da Pesquisa de Emprego e Desemprego do Distrito Federal – abril e maio de 2021

Fonte: Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF). Convênio: CODEPLAN-GDF e DIEESE. PED-DF. Elaboração: GECON/DIEPS/CODEPLAN.


¹ A taxa de participação representa a porcentagem da população economicamente ativa (PEA) que efetivamente procurou trabalho no período, e pode ser indicativo de uma maior perspectiva por parte dos indivíduos de suas chances de obter um emprego formal, motivando-os a retomar a busca por um posto de trabalho.

² O desenho da PED-DF traz informações de rendimento com um período de defasagem em relação aos demais indicadores.