Categoria: Sem categoria

No dia 13 de dezembro de 2019, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios brasileiros, que é a principal informação econômica municipal à disposição dos tomadores de decisão. A Codeplan fez um recorte territorial das informações divulgadas de PIB, lançando luz sobre o papel do Distrito […]

Leia mais

O CAGED[1] do DF registrou um saldo positivo de 2.716  postos de trabalho em novembro de 2019. O número positivo é visto em todos os grandes setores econômicos, contudo a Agropecuária e a Indústria mostraram saldos bastante modestos, de 34 e 64, respectivamente. Já o setor de Serviços mostrou criação de 2.618 postos de trabalho. […]

Leia mais

A leitura dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua de Divulgação Trimestral (PNADCT), referentes ao terceiro trimestre de 2019, mostra um quadro mais favorável que o observado no trimestre anterior. Houve uma redução da taxa de desemprego de 13,7% para 13,2%, mesmo quando descontados fatores sazonais. O aumento das ocupações, no entanto, […]

Leia mais

No mês de outubro, o IPCA de Brasília variou -0,08% em relação a setembro, quando havia registrado -0,17%. Foi a quarta maior deflação entre as 16 regiões pesquisadas pelo IBGE. Já o Brasil apresentou variação de 0,10%. Esse resultado fez com que a inflação acumulada no ano para Brasília recuasse para 1,72%, registrando a segundo […]

Leia mais

Quando se analisa os números da economia do Distrito Federal no quarto trimestre de 2018, é possível perceber que a atividade econômica mostra recuperação, embora em ritmo gradual. Todavia, o cenário ainda se mostra recessivo em alguns segmentos importantes, de maneira que o resultado oferece um quadro positivo, ainda que errático em algumas variáveis.   […]

Leia mais

Em dezembro de 2018, a Pesquisa de Emprego e Desemprego-PED/DF mostrou diminuição da taxa de desemprego, com 18,3% (306 mil desempregados) frente a 18,5% registrados em novembro. Quando ajustada sazonalmente, a taxa de desemprego ficou estável em 19,0%. Houve redução do número de ocupados, de nove mil pessoas, alcançando 1.361 mil, porém o que auxiliou […]

Leia mais