Resumo

  • No DF, o comércio varejista ampliado fechou o ano de 2019 com uma variação acumulada de 3,5% em seu índice de volume. O Brasil registrou no mesmo período uma variação de 1,8%.
  • No mês de dezembro a economia local apresentou uma variação positiva de 0,9%, quando comparado com o mês anterior na série com ajuste sazonal. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior o crescimento foi de 3,9%.
  • Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, quatro dos dez segmentos registraram redução de volume.
  • Metade dos segmentos registraram variação positiva no ano, sendo que Combustíveis e Lubrificantes, Artigos farmacêuticos, etc e Outros Artigos de Uso Pessoal mostram alta acumulada de mais de 10%.

Variação no mês

Em dezembro, o volume de vendas do comércio varejista ampliado mostrou variação mensal de 0,9% voltando a apresentar resultado positivo após a queda registrada em novembro. Na comparação com o mesmo mês de 2018, o comércio local mostrou alta ainda maior, 3,9%, após um crescimento de 1,9% nessa base de comparação no mês anterior.

Já em nível nacional a economia brasileira apresentou redução de -0,8% em comparação com mês anterior, porém com um crescimento de 4,1% em relação ao mesmo mês de 2018.

Desempenho em 12 meses

No ano de 2019, a economia local teve um crescimento de 3,5% no volume de vendas do comércio varejista ampliado. O comércio vem mostrando resultados positivos no acumulado em 12 meses desde maio de 2019, e o resultado de dezembro foi o melhor desde abril de 2018. <\strong> A trajetória de recuperação do comércio varejista ampliado tem se mostrado consistente nos últimos meses, com os registros de queda sendo pontuais.

Ao desagregar o índice em ramos de comércio, a comparação com o mesmo mês do ano anterior aponta para um resultado positivo para seis segmentos e destaque para o segmento Outros artigos de uso pessoal e doméstico que cresceu 8% após uma queda de 4,8% no mês de novembro.

Já no acumulado em 12 meses, metade dos segmentos apresentaram resultados positivos, sendo responsáveis pela recuperação do comércio local. Entre estes somente Combustíveis e lubrificantes e Veículos, motocicletas, partes e peças tiveram alguma retração no início de 2019. Note-se que é também o segmento Combustíveis e Lubrificantes que registra o maior crescimento no acumulado em 12 meses é (14,3%).


A Pesquisa Mensal de Comércio é realizada pelo IBGE e busca analisar o desempenho conjuntural do comércio varejista. O comércio varejista ampliado agrega ao grupamento do varejo propriamente dito o comércio de Veículos e motos, partes e peças e de Material de construção. Todos os dados apresentados têm como fonte o IBGE.

Última atualização: 12/02/2019