Na intenção de mapear a interdependência econômica do Distrito Federal, foi estabelecida uma parceria entre a Secretaria de Fazenda do Distrito Federal e a Codeplan, na intenção de explorar o perfil comercial do Distrito Federal, tendo como base os registros das Notas Fiscais eletrônicas (NFe). Assim, o objetivo deste trabalho é apresentar uma análise descritiva do perfil comercial do Distrito Federal, analisando quem são os principais parceiros do Distrito Federal, a origem das suas compras, o destino das suas vendas e os principais produtos transacionados. Os resultados reforçam a relação comercial com São Paulo, Goiás e Minas Gerais, tanto nas […]

Leia mais

Com o objetivo de mapear as potencialidades econômicas do Distrito Federal, o trabalho inicialmente levanta as principais iniciativas de políticas locais voltadas ao desenvolvimento produtivo, seus objetivos e alicerces; em seguida utiliza a metodologia da matriz de insumo-produto para estimar os efeitos encadeados da realização de investimentos em determinados setores e seus efeitos encadeados sobre as demais atividades econômicas locais. Destaca-se como diferencial a utilização dos dados da Nota Fiscal Eletrônica na adequação da matriz de coeficientes técnicos ao Distrito Federal. Entre os resultados obtidos, destacam-se a Indústria de Transformação como importante dinamizador ”para frente”, a Construção como importante dinamizador […]

Leia mais

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA/Brasília, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, registrou no mês de maio de 2017, elevação de 0,24% na comparação com o mês anterior. Esta foi a sexta menor taxa mensal de inflação verificada dentre as treze localidades onde o IBGE pesquisa mensalmente a variação de preços que compõem o Cálculo do IPCA, índice oficial de inflação. Este resultado ficou abaixo da média Brasil que registrou variação mensal positiva de 0,31%. Para a publicação completa, acesse o link abaixo IPCA-05-2017

Leia mais

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA/Brasília, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, registrou no mês de abril de 2017, elevação de 0,54%, correspondente a elevação de 0.56 ponto percentual em relação à variação contabilizada no mês anterior. Esta foi a maior taxa mensal de inflação verificada dentre as treze localidades onde o IBGE pesquisa mensalmente a variação de preços que compõem o Cálculo do IPCA, índice oficial de inflação. Este resultado ficou acima da média Brasil que registrou variação mensal positiva de 0,14%. A publicação completa pode ser acessada no […]

Leia mais

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA/Brasília, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, registrou no mês de março de 2017, variação negativa de -0,02%, mostrando elevação de 0.01 ponto percentual em relação à variação contabilizada no mês anterior. Este resultado ficou abaixo da média Brasil, de 0,25%. Além de Brasília, somente Belo Horizonte computou deflação mensal, de -0,04%, salientando-se que nas demais localidades pesquisadas pelo IBGE, a inflação foi positiva e menor que 1%. A publicação completa pode ser acessada no link abaixo IPCA-03-2017

Leia mais

O objetivo deste estudo foi estimar o diferencial dos salários entre os setores público e privado no Distrito Federal, considerando o setor público como um todo e o trabalhadores estaduais isoladamente, bem como suas implicações na desigualdade. Este trabalho inova na medida em que aplica a análise dos diferenciais de salários para uma unidade da Federação específica, diferentemente dos trabalhos anteriores sobre o tema, que, em geral, focam na situação nacional. Para estimar os diferenciais, foram utilizadas duas bases de dados: a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, e a Relação Anual de […]

Leia mais

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA/Brasília, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, registrou no mês de fevereiro de 2017, variação negativa de -0,03%, mostrando redução de 0.75 ponto percentual em relação à variação contabilizada no mês anterior. Este resultado ficou abaixo da média Brasil, de 0,33%. Somente Goiânia computou variação mensal menor que Brasília, com a deflação de -0,39% A publicação completa pode ser acessada no link abaixo IPCA-02-2017

Leia mais

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA/Brasília, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, registrou no mês de janeiro de 2017, variação de 0,72%, mostrando redução de 0.40 ponto percentual em relação à variação contabilizada no mês anterior, mas ainda ficou bem acima da média Brasil, de 0,38%. Além de Brasília, somente mais três localidades indicaram redução da inflação de dezembro para janeiro deste ano. Para a publicação completa, acesse o link abaixo IPCA-01-2017

Leia mais

Em 2015, o IBGE divulgou uma nova série das Contas Regionais referenciada no ano de 2010. Com a realização da mudança do ano de referência, a série de Contas Regionais anterior, referenciada em 2002, perdeu aderência com a atual. Com o objetivo de resolver parcialmente este problema, em 2016, o Sistema de Contas Regionais procedeu a compatibilização da série anterior com a nova, através da correspondência metodológica e da adequação à nova estrutura das atividades econômicas obtidas para 2010, o que foi denominado de Série retropolada. PIB-DF 2010-2014 e_Série_Retropolada_2002_-_2009

Leia mais