Resumo

  • Crescimento de 6,4% no volume de serviços, no mês de julho em relação a junho, na série com ajuste sazonal.
  • Retração de -1,0% quando comparado a julho de 2018, após uma queda -9,5% em junho nessa base de comparação.
  • Crescimento de 1,3% na variação acumulada em 12 meses, o menor registrado no ano.
  • Nos segmentos, Outros serviços foi o único a apresentar variação positiva quando comparado com o mesmo mês do ano anterior, com crescimento de 16,0%.

Variação no mês

O mês de julho apresentou crescimento de 6,4% no volume de vendas quando comparado a junho, descontados os efeitos sazonais, e queda de -1,0% quando comparado com o mesmo mês do ano anterior. Tais resultados foram mais positivos do que os do mês de junho, quando se observou quedas em ambas as bases de comparação. Ainda assim, variação acumulada no ano é de -0,9%, quando comparada ao mesmo período de 2018.

Desempenho em 12 meses

No acumulado em 12 meses, o volume de serviços apresentou crescimento de 1,3% em julho, o menor crescimento nessa base de comparação desde novembro do ano anterior. Já o crescimento nacional ficou em 0,9%, ante 0,7% observado no mês de junho.

Segmentos de Serviços

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, apenas um segmento apresentou crescimento: Outros serviços (16,0%). O segmento Serviços prestados às famílias variou -0,2%, ante -3,1%, do mês anterior, sendo essa sua quinta retração no ano.

No volume de serviços acumulado em 12 meses, dois segmentos apresentaram crescimento. O segmento Serviços de informação e comunicação avançou 5,8%, enquanto o segmento Outros serviços cresceu 2,1%. Já entre os segmentos que apresentaram variação negativa, os Serviços profissionais, administrativos e complementares voltaram a recuar (-4,2%), acumulando 54 meses de queda nessa base de comparação.


A Pesquisa Mensal de Serviços é realizada pelo IBGE e abrange empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação. Todos os dados apresentados têm como fonte o IBGE.

Última atualização: 12/09/2019