Tag: Idecon-DF

Quando se analisa os números da economia do Distrito Federal no quarto trimestre de 2018, é possível perceber que a atividade econômica mostra recuperação, embora em ritmo gradual. Todavia, o cenário ainda se mostra recessivo em alguns segmentos importantes, de maneira que o resultado oferece um quadro positivo, ainda que errático em algumas variáveis.   Esta é a sétima edição do Boletim de Conjuntura do Distrito Federal, consolidando o trabalho de acompanhamento econômico que a CODEPLAN vem realizando. O Boletim se refere ao quarto trimestre de 2018, oferecendo uma visão ampla do comportamento da atividade econômica no DF. A defasagem […]

Leia mais

Em consonância com o passo lento da economia nacional, a economia do Distrito Federal também tem tido pouco vigor em sua trajetória de recuperação. Assim, após apresentar forte desaceleração no segundo trimestre – em certa medida por efeito da greve dos caminhoneiros –, a atividade econômica no Distrito Federal mostrou sinais de reação, ainda que tímidos. Mais especificamente, a leitura do Idecon-DF registrou avanço de 0,9% no terceiro trimestre deste ano em relação ao mesmo trimestre de 2017. Cabe notar, ainda, que houve uma pequena redução do hiato da economia local em relação ao PIB do Brasil, calculado pelo IBGE […]

Leia mais

A leitura do Idecon/DF apresenta quadro mais favorável no terceiro trimestre, ainda que a recuperação seja lenta. Na comparação com o mesmo trimestre de 2017, houve avanço de 0,9% no indicador. No que diz respeito aos grandes setores da atividade, houve retração na Agropecuária(-2,8%) e na Indústria (-0,2%). Foi o avanço de 0,9% no setor de Serviços que garantiu o resultado positivo no trimestre. Dessa forma, quando se analisa os números da economia do Distrito Federal no terceiro trimestre de 2018, é possível perceber que a atividade econômica mostra recuperação, embora em ritmo gradual. Todavia, o cenário ainda se mostra recessivo em alguns […]

Leia mais

A economia do DF registro avanço de 0,6%, de acordo com o Idecon/DF, no segundo trimestre de 2018 frente ao mesmo trimestre de 2017, arrefecendo após dois trimestres seguidos de alta de mais de 1,0%. A Indústria registrou queda, a Agropecuária teve variação nula e o setor de Serviços cresceu, sendo o responsável pela variação positiva do indicador. De um lado, a Pesquisa Mensal de Serviços corrobora o resultado positivo, com alta no volume de serviços transacionados e, de outro lado, a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) aponta queda no volume do comércio ampliado, sendo concentrada em segmentos como o de […]

Leia mais