Resumo

  • O nível de atividade do setor de Serviços do Distrito Federal contraiu -10,9% em março de 2020, em relação a fevereiro, na série dessazonalizada. No Brasil, a queda foi de -6,9% na mesma base de comparação.
    Em 12 meses, a retração do volume de vendas distrital é de -2,5%, enquanto o Brasil acumula alta de 0,7%.
    Os indicadores mostram que o ritmo de vendas do setor de Serviços da capital do país se encontra em uma trajetória de contração desde 2019, que foi intensificada pelas restrições comerciais impostas pela pandemia.
    Os Serviços prestados às famílias foram os que mais sofreram os efeitos negativos da atual conjuntura e apresentaram uma variação negativa de -37,9%.

Para a análise completa: Monitor de Serviços – PMS